Arquivo | setembro, 2010

Tubaina

28 set

Tenho dois amigos (Adoniran e Roberta) que passaram parte de suas infâncias em Mato Grosso e sempre que lembravam dos “velhos tempos” falavam de um delicioso refrigerante chamado Tubaina. O papo sempre terminava com boas gargalhadas.

Dia desses, eu o Silvio, fomos almoçar em um restaurante e vi um cartaz que dizia “Aqui tem Tubaina”. Logo chamei o garçom e pedi que me trouxesse aquele refrigerante. A cada gole que ingeri da Tubaina lembrava das doces risadas que demos juntos(eu, Adoniran e Roberta). A bebida é uma mistura bem gostosa de guaraná e tutti-frutti.

Voltei de Campo Grande e trouxe na mala um presente para meu amigo Adoniran. Adivinhem qual era o mimo? Uma garrafa de Tubaina

Anúncios

Curimba

26 set

Curimba foi a primeira boa surpresa musical que tive aqui em Campo Grande

Pelo menos duas vezes por mês ocorrem shows musicais de graça e ao ar livre na Concha Acústica Helena Meireles, no Parque das Nações Indígenas. Fui a um deles, no dia 12 de setembro, e conheci uma banda local com muita personalidade: a Curimba. Fotografar e curtir o show me fez lembrar dos tempos em que o Dazaranha era uma banda iniciante em Floripa, e eu aprendia a fotografar. São gratas surpresas que a vida traz. Para quem curtir samba-rock e se interessar, recomendo uma visita ao Youtube. Músicas deles podem ser encontradas aqui e aqui. Eles tem uma versão bem legal de ‘Jorge da Capadócia’, um vocalista com bastante personalidade, um baixista que me lembrou o Tiago Skárnio adolescente, e músicos que mandam muito bem (inclusive um percussionista japa, o que chamou bastante a atenção de um fotógrafo acostumado a ver afrodescendentes nesses instrumentos). Repeti a dose no VIII FUC, e aproveitei para apresentar o som deles para a Ana.

Festivais

26 set

Em duas semanas curtimos dois festivais de música,  separados por 43 anos. No domingo passado assistimos ao filme ‘Uma noite em 67’, documentário que mostra a final do III Festival da Música Popular Brasileiro promovido pela TV Record em outubro de 1967. E ontem, desta vez ao vivo, assistimos à segunda e última noite do XVIII Festival Universitário da Canção da UFMS.

Diogo Shogun (ao violão) e banda Tracajás, tocando 'Minha reza'

O filme mostra Chico, Caetano e Gil novinhos, os Mutantes, Cidinha Campos e o stress de Sérgio Ricardo com a platéia. Mostra também como era comum fumar em ambientes fechados. Vale como registro de uma época.

O XVIII FUC é uma competição local, que para nós serviu como amostra da variedade de estilos musicais curtidos pelos universitários, a maioria da própria federal. De samba a rock pesado, pasando pelo sertanejo universitário, teve de tudo. As vencedoras, no entanto, foram duas músicas que se apresentaram no sábado, e nós não vimos. Nossa preferida (Minha reza) dividiu o terceiro lugar com outra composição.

Comemoração

23 set

Dia 20/9 passei o meu primeiro aniversário em Campo Grande. A comemoração foi feita numa pizzaria, a Lácqua in Bocca. Rimos um monte e curtimos as diferenças de sabores das pizzas.

Descobrimos por acaso este estabelecimento. O ambiente é rústico, aconchegante e o atendimento de primeira. Com certeza voltaremos. Até já entrei na promoção que eles oferecessem lá.

Você junta 12 etiquetas e troca por uma pizza(cada pizza consumida dá direito a uma etiqueta). Como era o dia do meu aniversário pedi que eles me dessem duas, afinal tinha direito a ganhar um presente.

Valeu!!!

‘Até logo’ Floripa

8 set

Não dava pra sair de Floripa sem dá um abraço nos amigos. Por isso, organizamos o bota fora do Sílvio. O encontro aconteceu no Capitão Gourmet, um bar no bairro da Trindade.

Finalmente hoje consegui baixar as fotos da despedida do ‘até logo’ Floripa. A correria está muito grande.

De volta

1 set

Voltei segunda(30/8) para Floripa. O coraçãozinho ficou um pouco apertado por deixar Silvio em Campo Grande. Sei que é temporário, mas sempre dá uma saudadinha.

No mais mãos a obra, literalmente. Hoje(1/9) começamos uma pequena reforma, tudo para deixar a casa em ordem antes da mudança e pronta para alugar.

Bagunça…Ahhh!!!